Domingo


ATIVIDADES DO DOMINGO



HORÁRIO
ATIVIDADE
COORDENAÇÃO
09h30 às10h30
José Lacerda


A reunião de estudo de O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO é de suma importância dada a necessidade de buscarmos nossa religiosidade em seu aspecto mais profundo, que é apresentado de forma atraente e clara na obra estudada.


O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO, conhecido no MEB (1) simplesmente como "O EVANGELHO", tem como proposta o estudo do ensino moral de Jesus, conforme afirmativa de Kardec na introdução do referido livro:
Podem dividir-se em cinco partes as matérias contidas nos Evangelhos: os atos comuns da vida do Cristo; os milagres; as predições; as palavras que foram tomadas pela Igreja para fundamento de seus dogmas; o ensino moral. As quatro primeiras têm sido objeto de controvérsias; a última, porém, conservou-se constantemente inatacável. Diante desse código divino, a própria incredulidade se curva. É terreno onde todos os cultos podem reunir-se, estandarte sob o qual podem todos colocar-se, quaisquer que sejam suas crenças, porquanto jamais ele constituiu matéria das disputas religiosas, que sempre e por toda a parte se originaram das questões dogmáticas. Aliás, se o discutissem, nele teriam as seitas encontrado sua própria condenação, visto que, na maioria, elas se agarram mais à parte mística do que à parte moral, que exige de cada um a reforma de si mesmo. Para os homens, em particular, constitui aquele código uma regra de proceder que abrange todas as circunstâncias da vida privada e da vida pública, o princípio básico de todas as relações sociais que se fundam na mais rigorosa justiça. É, finalmente e acima de tudo, o roteiro infalível para a felicidade vindoura, o levantamento de uma ponta do véu que nos oculta a vida futura. Essa parte é a que será objeto exclusivo desta obra.


(1) - MEB - Movimento Espírita Brasileiro

© 2015 - 2021 - Centro de Estudos e Difusão Espírita Joanna de Angelis - CEDE
Rua Marechal Castelo Branco, 115 - Heliópolis, Garanhuns - PE - CEP 55296-580
Qualquer material deste site pode ser utilizado desde que citada a fonte